quinta-feira, 15 de outubro de 2009

a chuva

a chuva
com seus "chhh"
com seus chiados e teclados
com seus dedos molhados
toca a sua canção no poema
(ao longe ouve-se uma trovoada:
que deus ruge ao longe?)

- para Jefferson Bessa

5 comentários:

  1. que surpresa!!!
    adorei sua canção molhada, chuvosa. seus dedos movendo os sons da chuva...musicando a vida...

    Fico honrado com a sua presença, Rogel!
    Muito obrigado!

    Um grande abraço, Amigo!
    Jefferson.

    ResponderExcluir
  2. entrei e saí sem molhar a minha canção, amigo

    ResponderExcluir
  3. que poema mais bonito , meu amigo !
    hoje por cá está sol , mas houve dias de chuva , sem o rugido de trovoada...
    um abraço
    _________ JRMARTO

    ResponderExcluir
  4. relâmpago

    de

    vistosas

    sonoridades



    *abraço*

    ResponderExcluir